Bahia bate o Vitória, encerra invencibilidade rival e se afasta do Z-4
23/10/2017 09:33 em Esportes

 

 

 

O que era preciso fazer para bater o Vitória de Vagner Mancini, invicto como visitante no Campeonato Brasileiro desde julho? O técnico Paulo César Carpegiani é, até o momento, o único capaz de responder. Neste domingo, na Arena Fonte Nova, o Bahia contou com o apoio de 31 mil torcedores e bateu o Rubro-Negro pelo placar de 2 a 1. Os gols da partida, válida pela 30ª rodada, foram marcados por Mendoza e Edigar Junio, para o Bahia, e Wallace, pelo lado do Vitória.

O Bahia terá uma semana para se preparar para encarar o Fluminense no próximo domingo, às 17h (de Brasília), no Rio de Janeiro. No mesmo dia, mas às 18h (de Brasília), o Vitória recebe o Atlético-GO em Salvador.

O triunfo deixa o Bahia em situação um pouco mais confortável na luta contra a ameaça de rebaixamento. Com 38 pontos, o Tricolor sobe para a 11ª posição. O Vitória tem um quadro delicado. Com 33 pontos, o Rubro-Negro ocupa a 16ª posição, de volta ao Z-4.

O primeiro tempo

Faltas, muitas disputas de bola e lances de velocidade, mas poucas chances criadas. O início do último Ba-Vi de 2017 foi de muita correria, principalmente pelo lado tricolor. Com dificuldades para encaixar a marcação nas laterais, o Rubro-Negro parou o jogo como pôde, o que resultou em cartões amarelos para Neilton, Ramon e Fred. O primeiro chute a gol da partida veio apenas aos 21 minutos, com Uillian Correia, que arriscou da intermediária e mandou a bola pela linha de fundo. O Vitória voltou a ameaçar aos 34, com David, que aproveitou erro de Mendoza para partir em contra-ataque e finalizar para fora. O Bahia só conseguiu finalizar a primeira aos 40, com Allione, que cabeceou a bola nas mãos de Caíque. No minuto seguinte, Mendoza teve a chance de abrir o placar com um chute cruzado, mas Caíque fez boa defesa.

O segundo tempo

Se a emoção tardou a aparecer na primeira etapa, no segundo tempo ela dominou as arquibancadas da Arena Fonte Nova logo no primeiro minuto de jogo. Zé Rafael colocou a bola na área e Wallace falhou na interceptação. Livre de marcação, Mendoza tocou na saída de Caíque para abrir o placar. Em desvantagem, o Vitória desistiu da estratégia de contra-atacar para tentar propor o jogo. Com a mudança de postura, o time de Vagner Mancini acumulou chances perdidas. David acertou a trave após roubar a bola na entrada da área. Fred tentou em cobrança de falta, defendida facilmente por Jean. Tréllez chegou muito perto de balançar as redes após confusão na defesa tricolor. O colombiano finalizou com o gol vazio, mas não conseguiu acertar o alvo. O Vitória conseguiu o empate aos 37, com Wallace, que aproveitou falha da defesa do Bahia em cobrança de escanteio. Mas a igualdade não durou muito. Também em cobrança de escanteio, Edson desviou e Edigar Junio, sozinho deu números finais ao placar do clássico.

 

 Fonte: Globo Esporte

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!